Central do cliente
Esqueci minha senha
Home Contato
Home » Notícias
Inflação fica em 0,47% em março e rompe teto da meta do BC
Postado em: 11/04/2013
Inflação fica em 0,47% em março e rompe teto da meta do BC
No primeiro trimestre do ano a variação situou-se em 1,94%
Considerando os últimos doze meses, o índice foi para 6,59%, rompendo o teto da meta de inflação - o que não acontecia desde novembro de 2011

São Paulo – O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), inflação oficial do governo, anunciado hoje pelo IBGE, apresentou variação de 0,47% em março, após alta de 0,60% em fevereiro, segundo o IBGE. Em março de 2012 a taxa havia ficado em 0,21%.

Considerando os últimos doze meses o índice foi para 6,59% - acima do teto da meta de inflação, 6,50% - também acima dos 6,31% relativos aos doze meses anteriores. A inflação acumulada em 12 meses não chegava ao teto da meta desde dezembro de 2011, quando o acumulado foi de 6,50%. Desde novembro de 2011 a inflação acumulada em 12 meses não rompia o teto da meta - naquela ocasião a taxa ficou em 6,64%.

No primeiro trimestre do ano a variação situou-se em 1,94%, acima do resultado de 1,22% relativo ao primeiro trimestre de 2012.

O Boletim Focus divulgado na segunda-feira mostrou que o mercado projeta uma inflação de 5,70% em 2013 e em 2014. A projeção para março era de alta de 0,50%. Em janeiro o IPCA havia avançado 0,86% - a maior taxa de inflação desde abril de 2005.

Grupos

O IPCA de março foi fortemente influenciado pelo grupo educação, segundo o IBGE. O grupo, concentrando 5,40% em fevereiro, exerceu impacto de 0,24 ponto percentual naquele mês, enquanto em março, com variação de 0,56%, o impacto baixou para apenas 0,03 ponto. Não foi só o grupo educação que contribuiu para a redução do índice de um mês para o outro. À exceção somente dos grupos habitação (de -2,38% em fevereiro para 0,51% em março) e comunicação (de 0,10% para 0,13%), os demais apresentaram resultados abaixo dos registrados no mês anterior, segundo o IBGE.

Dentre os índices regionais, o maior foi o de Belém (0,79%) em virtude da alta do açaí (18,31%), que, junto com a farinha de mandioca (3,10%), tiveram impacto de 0,26 ponto percentual sendo os dois responsáveis por 33% do índice da região. O menor foi o do Rio de Janeiro (0,27%).

INPC

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) apresentou variação de 0,60% em março - acima do resultado de 0,52% de fevereiro. O primeiro trimestre do ano fechou em 2,05%, acima da taxa de 1,08% relativa a igual período de 2012. Considerando os últimos doze meses, o índice situou-se em 7,22%, acima dos doze meses imediatamente anteriores (6,77%). Em março de 2012 o INPC havia ficado em 0,18%.

Os produtos alimentícios apresentaram variação de 1,16% em março, enquanto os não alimentícios aumentaram 0,36%. Em fevereiro, os resultados ficaram em 1,59% e 0,07%, respectivamente. Dentre os índices regionais, os maiores foram os de Belo Horizonte e de Belém, ambos com taxa de 0,77%. Em Belém, os destaques ficaram com açaí (18,31%) e farinha de mandioca (3,10%). Em Belo Horizonte, os alimentos subiram 1,77%, pressionando a taxa do mês. O menor índice foi o de São Paulo (0,45%).
Fonte: exame.abril.com.br/economia/noticias/inflacao-sobe-0-em-marco-e-chega-a-x-em-12-meses?page=2
Parceiros
SEJA UM PARCEIRO!
EPIRA
COGNITOS
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
ANUNCIE AQUI
EPIRA
ANUNCIE AQUI
COM DOMINIO DA SAUDE LTDA - ME
ANUNCIE AQUI
COGNITOS
ANUNCIE AQUI
 
Home Sobre o site Contato Anuncie
Valid XHTML 1.0 Transitional
Atenção: O Guia Metalúrgico não se responsabiliza pelos anúncios constantes de seu site, que são de responsabilidade exclusiva de cada anunciante
Copyright © 2012 - Guia Metalúrgico, Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela   |