Central do cliente
Esqueci minha senha
Home Contato
Home » Notícias
Em encontro da indústria, Mantega anuncia alta de juro para investimento
Postado em: 11/12/2013

Durante o Encontro Nacional da Indústria (Enai), o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou o aumento das taxas de juros do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nas linhas de crédito do Programa de Sustentação dos Investimentos (PSI) para 2014.

"O PSI terá continuidade no próximo ano. Teremos alguns ajustes de taxas. As taxas crescerão um pouco acompanhando a Selic e a conjuntura", declarou o ministro.

Segundo ele, os juros da linha de crédito do PSI para aquisição de ônibus e caminhões passarão de 4% ao ano, em 2013, para 6% ao ano em 2014. Para aquisição de bens de capital (máquinas e equipamentos para produção), a taxa subirá também de 4% para 6% ao ano. Para linhas de inovação, os juros subirão de 3,5% para 5,5% ao ano e, para exportação, avançarão de 5,5% para 8% ao ano, informou o ministro.

Mesmo com a elevação dos juros, Mantega declarou que as taxas de juros ainda estarão "bem abaixo" da taxa básica de juros da economia, fixada pelo Banco Central. Atualmente, os juros básicos estão em 10% ao ano. O mercado financeiro espera uma nova alta em janeiro deste ano, para 10,25% ao ano. "Isso [juros menores do que a Selic]  permite que se faça investimento a custo baixo", declarou o ministro da Fazenda.

Atuação do BNDES em 2014 No fim de novembro, o ministro Mantega já havia anunciado a prorrogação do PSI no próximo ano. Entretanto, ainda não havia divulgado as taxas de juros do programa para 2014. Na ocasião, ele informou os desembolsos do BNDES ao setor produtivo deverão recuar para R$ 150 bilhões no ano que vem, contra a expectativa de R$ 190 bilhões em 2013.

"Isso não significa que a indústria ficará sem o suporte financeiro. O PSI vai continuar em 2014. Portanto, os empresários podem ficar tranquilos. Apenas o BNDES vai reduzir algumas linhas que não são prioritárias. Por exemplo, financiamentos a estados e municípios não vão ocorrer no próximo ano. Não haverá prejuízo para a indústria, que é prioritária para o governo", declarou Mantega no final de novembro.

Fonte: Alexandro Martello do G1, em Brasilia
Parceiros
SEJA UM PARCEIRO!
COGNITOS
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
EPIRA
SEJA UM PARCEIRO!
EverNET - Sites e Sistemas Online
ANUNCIE AQUI
ANUNCIE AQUI
ANUNCIE AQUI
COGNITOS
ANUNCIE AQUI
ANUNCIE AQUI
 
Home Sobre o site Contato Anuncie
Valid XHTML 1.0 Transitional
Atenção: O Guia Metalúrgico não se responsabiliza pelos anúncios constantes de seu site, que são de responsabilidade exclusiva de cada anunciante
Copyright © 2012 - Guia Metalúrgico, Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela   |