Central do cliente
Esqueci minha senha
Home Contato
Home » Notícias
As notícias de economia mais importantes da semana
Postado em: 16/06/2013
As notícias de economia mais importantes da semana
Na quarta-feira,o dólar comercial fechou o dia no maior nível em quatro anos

Câmbio e financiamento de móveis e eletrodomésticos chamaram a atenção na semana

 

São Paulo – Nessa semana, o câmbio seguiu sob os holofotes. Além da atuação do Banco Central, o governo retirou o IOF sobre a venda de dólares no mercado futuro.

Essa também foi a semana do lançamento da linha de financiamento Minha Casa Melhor. Do lado das expectativas, revisões – para baixo – de projeções de crescimento.

Confira a seguir as principais notícias da semana sobre a economia do Brasil e do mundo.

Dólar sobe e fecha a R$2,15 pela 1ª vez em mais de 4 anos

Na quarta-feira, sem a atuação do Banco Central, o dólar comercial fechou o dia no patamar de 2,15 reais – o maior nível em quatro anos. 
Para conter a alta da moeda norte-americana, o Banco Central brasileiro tem agido no mercado. Na segunda-feira e na terça-feira, a autoridade monetária atuou por meio de swaps cambiais tradicionais (que equivalem a uma venda futuro de dólar) - foram dois leilões em cada dia.

Governo retira IOF sobre venda de dólares no mercado futuro

O governo zerou o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) das operações de compra e venda de dólar no mercado futuro. Segundo o ministro, a retirada do imposto foi necessária para estimular a entrada de dólares no momento em que a cotação da moeda norte-americana está em alta. Na quinta-feira, a moeda americana encerrou o dia em baixa de 0,96%, a 2,13 reais.

Governo lança Minha Casa Melhor

Na quarta-feira, o governo anunciou o Minha Casa Melhor – o financiamento de móveis e eletrodomésticos a beneficiários do programa Minha Casa Minha Vida. O governo espera que o financiamento beneficie 3,7 milhões de famílias.

O cartão do Minha Casa Melhor vai disponibilizar uma linha de financiamento de 18,7 bilhões de reais. As famílias beneficiárias do programa poderão financiar até 5.000 reais, com taxas de 5% ao ano, prazo de pagamento de até 48 meses e desconto de 5% em relação aos preços à vista.

IBC-Br, considerado prévia do PIB, sobe 0,84% em abril

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), considerado uma précia do PIB, subiu 0,84% em abril em relação a março – quando ele havia registrado alta de 1,07% sobre o mês anterior, na série com ajuste sazonal. O IBC-Br registrou expansão de 1,38% na média do período fevereiro a abril de 2013 na comparação com os três meses anteriores ,na série com ajuste sazonal.

Brasil tem a economia mais fechada do G-20

A Câmara Internacional de Comércio informou, em seu informe bianual sobre as barreiras às exportações no mundo, que o Brasil tem a economia mais fechada dentre os países do G-20. Para a entidade, o Brasil é mais fechado hoje que no início do governo Dilma e está abaixo da média mundial em termos de abertura ao mundo. Apenas oito países seriam mais fechados que o Brasil, entre eles Quênia, Paquistão e Venezuela.

BofA Merrill Lynch reduz a 2,9% previsão de PIB do país

O Bank of America Merrill Lynch cortou as projeções para o crescimento do Brasil em 2013. A expectativa passou de um crescimento de 3,6% no PIB para alta de 2,9%. Para 2014, a previsão é crescimento de 3,4%.

O consumo interno fraco foi uma das justificativas para reduzir as previsões. A previsão da instituição é que o ritmo de expansão da economia brasileira se acelere nos próximos trimestres, depois do fraco começo de ano. A expectativa para a inflação é de que o IPCA fique em 5,6% neste ano.

Mantega cita conter despesa por superávit de 2,3% do PIB

Após o anúncio da retirada do IOF em transações com derivativos cambiais, o Ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o governo persegue um superávit primário de, no mínimo, 2,3% do PIB desse ano.
Segundo Mantega, o ministério "pratica permanentemente ajuste fiscal, controlando as despesas e perseguindo uma meta elevada de superávit primário".

Banco Mundial reduz previsão de crescimento global para 2013

O Banco Mundial rebaixou as previsões de crescimento global para 2013, a 2,2%, dois décimos a menos que em janeiro, para depois subir progressivamente a 3% em 2014 e 3,3% em 2015.

As previsões para a Zona do Euro em 2013 pioraram de -0,1% a -0,6%, devido "às altas taxas de desemprego e uma confiança ainda fraca das empresas", segundo o estudo. A expectativa para 2014 é de um crescimento de 0,9%.

As previsões de crescimento para as economias emergentes são de 5,1% para 2013, e 5,6% e 5,7% para os próximos dois anos. Segundo o estudo, a América Latina terá crescimento de 3,3% este ano, depois de 3% em 2012.

FMI aponta perspectivas "sombrias" para economia portuguesa

O Fundo Monetário Internacional (FMI) classificou como "sombrias" as perspectivas econômicas de Portugal. O FMI afirmou, em comunicado, que a situação se agrava porque a margem para fazer as reformas de ajuste econômico estão se estreitando. O Fundo vê riscos políticos e econômicos para o país.

S&P eleva perspectiva de crédito dos EUA para "estável"

Enquanto, na semana passada, a Standard & Poor's revisou para baixo a perspectiva do grau de investimento do Brasil, nessa segunda-feira, a agência de classificação de risco melhorou sua perspectiva de rating do governo dos Estados Unidos para "estável", ante "negativa”. 

Já a Moody's Investors Service disse que vai poder elevar a perspectiva do rating de crédito soberano dos EUA ou rebaixar o rating do país neste ano.

Fonte: exame.abril.com.br/economia/noticias/as-noticias-de-economia-mais-importantes-da-semana-14-06
GUIA 6 ANOS
Parceiros
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
SEJA UM PARCEIRO!
COGNITOS
EPIRA
SEJA UM PARCEIRO!
ANUNCIE AQUI
EPIRA
ANUNCIE AQUI
ANUNCIE AQUI
COGNITOS
EverNET - Sites e Sistemas Online
COM DOMINIO DA SAUDE LTDA - ME
 
Home Sobre o site Contato Anuncie
Valid XHTML 1.0 Transitional
Atenção: O Guia Metalúrgico não se responsabiliza pelos anúncios constantes de seu site, que são de responsabilidade exclusiva de cada anunciante
Copyright © 2012 - Guia Metalúrgico, Todos os direitos reservados. Desenvolvido pela   |